Parque Olímpico de Deodoro – Evolução da construção

As obras no futuro Parque Olímpico de Deodoro avançam a bom ritmo.

O Parque Olímpico de Deodoro é o segundo maior complexo desportivo dos Jogos Rio 2016. Localizado às margens da Avenida Brasil, na zona oeste da cidade, o parque abrigará nove instalações, palco de competições de treze modalidades Olímpicas e Paraolímpicas.

O Parque Olímpico de Deodoro será constituído por nove instalações desportivas: a Arena da Juventude, o Centro Olímpico de BMX, o Centro Olímpico de Mountain Bike, o Centro Olímpico de Hipismo, o Centro Olímpico de Hóquei em campo, o Centro Olímpico de Tiro, o Estádio de Canoagem Slalom e o Estádio de Deodoro. Albergará as modalidades olímpicas: Basquetebol Feminino, Canoagem Slalom, Ciclismo BMX, Ciclismo de Mountain Bike, Pentatlo Moderno, Rugby, Hóquei em campo, Tiro desportivo, Hipismo e modalidades paraolímpicas como Esgrima em cadeira de rodas, futebol de 7, Tiro desportivo e Hipismo.

Após a competição, parte do palco das competições por medalhas olímpicas transformar-se-á na segunda maior área de lazer da cidade, baptizada de Parque Radical de Deodoro. Nele, o estádio de canoagem será uma piscina pública e o Centro Olímpico de BMX será aberto à população.

A GRAVIDADE, em parceria com a Focus Group, integrada no consórcio projetista vencedor, foi responsável pela coordenação do conjunto de projectos de Estruturas, Fundações, Terraplenagens e Vias do complexo, e pelo projecto de Estruturas das instalações com colaboração da empresa Tetraplano.

Publicações Recentes